sexta-feira, julho 24, 2009

Na Praia da Rocha


Então voltei a Algarve! Na verdade não "me tinha preparado" nada, não sabia bem se seria um choque positivo ou negativo. E acho que nem foi só um desses. Mais especificamente: durante as primeiras duas horas vivi uma "lua de mel" do reencontro; adorei, pensei que Praia da Rocha tem uma infraestrutura bem boa, tudo é tão lindo que com certeza agrada cada turista. Mas a fase 2 do "choque"... já podem adivinhar da última palavra da frase anterior. Turistas. Ontem de noite quando fui procurar um lugar para jantar etc, notei o que mais tinha medo: aqui não tem mais muita coisa portuguesa. Talvez bacalhau e sardinhas, mas cada cardápio é (primeiro) em inglês, só se ouve inglês etc. Tem cidra Magners e Strongbow em todo lado (pois admito que adoro!). Ainda bem que encontrei restaurantes/bares com pessoal que entende do meu bom dia/boa noite que não é preciso falar essa lingua inglesa para mim. Sei, devia aprender inglês, mas se o quiser aprender, escolho outro destino de férias, tá? Grrr, essa raiva de sempre :))

Mas aqui tá bom, a temperatura tá mais baixa (acho) do que em Lisboa, mas dá bem para ir à praia. E os restaurantes/bares parecem ser baratos, apesar do turismo. Essa foi uma surpresa positiva! E não disse que não tô gostando, até pensei que seria legal ficar mais tempo aqui...

Hoje também me lembrei bem como era o meu verão aqui uma vez. Quer dizer: tenho um pouco medo de ver os nativos. Embora faça muito tempo que não moro aqui, não tenho vontade de me lembrar do meu passado. As pessoas que conheci nessa época, nem queria ver. Suponho que já não estejam aqui, mas mesmo assim... sinto um medo ridículo. Sinto que pelo menos os fantasmas estão aqui ainda...

Beijos algarvios