sábado, janeiro 05, 2008

Diário de viagem parte 1.5

Olá amigos!

Hoje, por causa do frio insuportável e simplesmente por conforto, arrumei mais canais pagos para poder ver o jogo do Benfica hoje em casa... Não estou com nenhuma vontade de sair da casa mais do que é obrigatório (pro trabalho e pra academia).

Para contar algo positivo, vou come
çar/continuar o meu diário de viagem e a primeira parte (ou a segunda, pois já escrevi um "intro" antes...) vai ser sobre Arraial d'Ajuda, onde passei o natal do ano passado. Tinha algum preconceito do lugar. Pensei que só tem adolescente brasileiro festejando dia e noite e mais alguns turistas portugueses... nem que tivesse algo contra eles, mas foi essa a imagem que tinha. Pelo menos pensei que não pode ter muitos finlandeses (coisa muito boa!) e na verdade não vi nenhum - só uma vez vi um casal (sem ter ouvido a língua que falaram) que parecia muito finlandês. Mas nem vi/ouvi outros nórdicos, e acho que teve poucos europeus em geral. Quanto aos adolescentes, tenho a sensação que eles ou 1) estiveram nas barracas do Porto Seguro ou 2) dormiram durante o dia ou 3) ainda não tinham chegado, talvez ficassem com a familia no natal e só apareceram em Arraial depois de eu já ter saido daí... Bem, achei o lugar tranqüilo, sem muita confusão durante o dia e início da noite. De noite não saí, então não posso falar nada das baladas, mas deve ser um ótimo lugar para curtir a noite também. Ano que vem, se tudo correr bem e se puder viajar no final de ano, acho que voltarei a Arraial com mais tempo, para passar o natal e ano novo lá. Mas falamos disso daqui uns meses...

As praias de Arraial são lindas, espetaculares! Quem conhece o litoral norte da Bahia, posso dizer que as praias de Arraial são diferentes, mas tem muita beleza também. Acho que a natureza é diferente (falta o coqueiral típico da Costa dos Coqueiros, rs), deve ser por isso. Parece ser mais verde lá no sul da Bahia.
Dá para caminhar pela praia a partir da balsa/praia de Apaga Fogo até Trancoso ou mais, se quiser e se come
çar bem cedo e/ou com maré baixa. Eu costumava ir até a praia de Pitinga, uma das minhas favoritas, onde normalmente parei para ficar algumas horas numa das barracas. (Estas fotos são daquela praia.)



As barracas de Arraial são mais caras do que as de Salvador ou do litoral norte, então prepare-se com duplo preços (quase), especialmente com a comida (pelo menos os tira-gostos são bem mais caros na minha opinião). Nada que o europeu não pudesse pagar, mas eu particularmente não posso pensar assim... como já sei mais ou menos como "deve" ser no Brasil/na Bahia, dá para pegar um susto ao ver preços bem em cima do "normal". Mas tudo bem, é só controlar um pouco, né? E em Arraial você não tem que gastar muito no transporte. Poucas vezes fui de taxi, tem ônibus e kombi toda hora entre a balsa e o centro. Balsa te leva a Porto Seguro, que também fica pertinho.

Fiquei numa pousada na praia de Ara
çaípe. E não é uma pousada qualquer, porém um lugar muito especial, amei já pelas fotos e ao chegar para lá pensei que aí se sente em casa e foi assim mesmo! Adorei cada momento; o sossego que teve naquele lugar onde só tem cinco chalés, os donos argentinos super amáveis (Mile, obrigada por TUDO!), a privacidade que não se encontra em hotéis grandes nem em muitas pousadas... ahh, e ainda uma festinha de natal bem legal! :)

(nas fotos: Mile e Teo - donos da pousada, e outras fotos da festa de natal...)





Imaginem como se eu tivesse encontrado a minha casa de campo (kesämökki, como falam os finlandeses)...

A praia de Ara
çaípe fica entre a vila e a balsa, um pouco mais perto da balsa, mas dá para ir a pé até o centro (de dia). A pousada não tem restaurante, nem devia ter, pois ao lado tem um dos meus bares/restaurantes favoritos: Corujão e aí nem os preços foram tão altos. O cardápio era mais da cozinha italiana, e o estilo era bem legal, gostei muito! Abaixo tem umas fotos daí...



Acho que é só isso por hoje (não gosto muito dos posts muito longos), dá para entender que me apaixonei por Arraial?! Depois vou contar mais, e fotos vocês já devem ter visto, ou já sabem onde procurar, né?

Ótimo final de semana, que jogue bem o Benfica hoje e que eu durma bem antes de nova semana de trabalho :)

Beijos amigos!

5 comentários:

Antonio disse...

Também quero :)

Vá lá, pelo menos não saiste de casa para ver o Benfica... :evilgrin:

Pata disse...

Oi Teea!

Nossa, que fotos lindas, isso é um paraíso mesmo!

Que bom que curtiu muito a sua viagem, afinal, vc trabalha é pra isso mesmo.

Sobre trabalhar na Bahia, pq vc não tenta? Se vc nunca tentar, nunca vai saber se seria mais feliz ou não por lá.

Bjs e boa semana!

Anônimo disse...

Olá, olá! Devias começar uma carreira nova como escritora de livros de viagens! Foi tão engraçado ler as tuas memórias do Brasil!!! ps. Yritä pysytellä lämpimänä täällä lumen keskellä...Mäkään en meinannut uskoa silmiäni eilen illalla, kun laskeuduttiin Helsinki-Vantaalle, niin paljon lunta!

Beijinhos, Annina

Caroline Rodarte disse...

As fotos ficaram ótimas! Que saudade desse céu azul e do sol!
Legal que seu Natal foi bem aconchegante, que você pôde se sentir em casa e que as pessoas foram boas com você.
Sobre o preço nas barracas, fiquei sabendo que eles tem um cardápio para quem é estrangeiro e para quem é da Bahia. Lembro que comentamos isso com alguém, foi com você? Enfim, infelizmente, acho que não tem como fugir disso.
Beijos (até o próximo post) :)

Caroline Rodarte disse...

Ah esqueci de dizer minha opinião sobre os adolescentes brasileiros, fico com a opção 3. No Brasil é muito comum passar Natal com os familiares, por isso que Arraial estava vazia. No Ano Novo, Arraial deve encher. Então, um conselho: se você não quer se estressar com o serviço nas barracas e co multidão, não vá pra lá no Ano Novo.
Eu não conheço Arraial, mas como é uma praia *baiana*, acredite no conselho que eu te dei, é pura verdade. :)
Beijos!