terça-feira, setembro 01, 2009

Para não levar a sério

Às vezes a gente fala coisas que não são para levar a sério, mas acabam causando problemas, porque sempre tem gente que nos interpreta mal e quem sabe não entende as nossas brincadeiras. Eu também já falei essas "besteiras" sem pensar o sufiente e os resultados nem sempre foram muito agradáveis. Ou seja, já destrui amizades/relacionamentos assim. Ou simplesmente causei mal-entendimentos.

Ainda bem que não sou nenhuma pessoa famosa e não falei ao grande público. Mas acontece e pronto. Deviamos pensar cada vez mais o que se pode falar alto e o que nem tanto. Sei, também falo demais aqui no blogue, mas... é uma escolha minha...

Nos últimos dias (e durante uns anos ainda mais) tem aparecido alguns casos nos quais alguém fez/disse algo que o povo não gostou nem um pouco (e foram demitidos por ter falado/feito o que fizeram...).

Um exemplo (finlandês) recente: um homem, diretor de vendas duma empresa deu uma entrevista que mexeu o povo finlandês com seus comentários machistas.
Comparou a mulher com as funcionalidades do carro, falava que a mulher serve para as rotinas (é não são boas diretoras) etc. Podem imaginar que não ganhou muita popularidade (neste povo). Falou mais ou menos assim: "Cada vez mais preciso uma mulher para as coisas que ela é feita" (tipo cuidar do seu marido, limpar a casa e passar as camisas dele - se ela não o faz, o relacionamento já está para terminar...) e outras coisas que parecem ridículas na sociedade finlandesa hoje em dia.

(OBS! Na verdade eu já conheci homens finlandeses assim e por isso nem me surpreendeu tanto... e também sei que é a realidade de muitos, mas quando um homem falar isso publicamente, já fica diferente.)

E não foram apenas mulheres que ficaram chateadas... Fiquei pensando se a reação teria sido igual num país latino, ou se alguns dos comentários teriam sido mais suportáveis? Talvez não.

Aqui a igualdade às vezes é um exagero; como se as mulheres não pudessem ser mais mulheres. Quando um homem (finlandês) fala que mulher tem que andar com salto alto, ELAS (nós...) ficam ofendidas. Incrível. Só nós, as finlandesas.

Eu que sou uma pessoa simples, ainda mais masculina que qualquer outra finlandesa, mas entendo um pouco o lado do homem (talvez mesmo por ser assim, rsrs). Claro que eles devem querer uma mulher feminina para viver a seu lado, por que não?!

Bom, este post deve parecer confuso, eu que segui essa conversa dos finlandeses a semana toda e agora suponho que vocês peguem a ideia logo...

De qualquer jeito: pronto, falei :) E voltarei a falar, podem ter certeza!

Beijos e bom fim de semana!


3 comentários:

Maariah disse...

Não acredito que aqui em Portugal os comentários tivessem sido mais suportáveis. Sei que homem português é conhecido como o macho latino, mas acredita que não é nada disso que as mulheres portuguesas querem. Claro que existem muitas mentalidades e de um modo geral o homem português é machista, mas declarações dessas não seriam nada bem recebidas por boa parte da população.

Teea disse...

É assim que também penso...

Aqui a igualdade tem uma longa história, mas enfim, nem sempre parece... Enfim, pensar "machista" é outra coisa do que falar os seus pensamentos publicamente e foi isso que aconteceu com esse cara. O jeito dele de expressar as coisas foi péssimo.

Pode ser que eu tivesse provocado "um pouco" no meu post, mas espero que tenham pegado a ideia :)

Beijos,
Teea

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,