quarta-feira, junho 27, 2007

Dicionários

Primeiro, tô de saco cheio do verão finlandês! Ninguém merece chuva e 11 graus (ainda bem que positivos, rs) no verão! Ai meu deus, estou sofrendo muito! Única coisa boa é que dá para trabalhar com calma, sem pressa de sair para tomar sol.

Hoje meu tema ia ser dicionários, e não o tempo ruim... Sou aficionada por dicionários, não tem dia que não vejo alguma coisa nele, muitas vezes só para rever algo (para ter certeza do uso da palavra, ou de como se escreve corretamente alguma coisa), e às vezes mesmo por causa de uma nova palavra que não conheço, claro. Ainda mais interessante acho a variação da lingua portuguesa... e aí tenho muito para aprender ainda ;)

Um exemplo: baianês! Já ouvi meu amor falar muita coisa bem baiana, mas nem sempre sabia se é gíria geral (brasileiro) ou baianês mesmo. Mas o que me surpreendeu, foi que ele não conhecia alfabeto baianês, o que é bem engraçado:

A É Guê Agá I Ji Ó Quê Si U Xis

Pesguisando no google sobre baianês já encontrei muitos sites, também bloques onde se dá exemplos legais... Um dicionário baianês se encontra aqui.

Outro exemplo mais conhecido e novamente atual para mim: diferenças entre português de Portugal e do Brasil. Sabem, quando fui ao Brasil (ao RJ) pela primeira vez, acho que ainda falava mais português europeu. Mas já por aí muita gente estranhou como consegui me virar "brasileira", heheh. Bom, não era bem assim... primeiro, porque a verdade é que nunca aprendi o sotaque português (de Portugal), acho muito estranho e difícil... e segundo, no Rio não falava tão bem brasileiro, ainda menos carioquês.

E agora, como falo cada dia com brasileiros (pelo menos com um baiano), devo ter mais influência brasileira. Apesar disso, não sempre sei se alguma palavra é de Portugal ou do Brasil. Em muitos casos entendo as duas versões, mas não sei qual é qual...
De qualquer jeito, acho que em Lisboa todo o mundo já pensa que sou mais brasileira... e agora já nem tento fingir outra coisa, pois levo como um elogio :) Ah, só me falta a cor de mulata...

Voltando ao tema: dicionários Português-Brasileiro tem vários, por exemplo:
Portugues Culture Web
Associação de Brasileiros na Universidade de Aveiro

Um exemplo clássico (e antigo, já nem se fala de Varig...):

"Um executivo brasileiro andava apressado pelas ruas de Lisboa e pediu uma informação para um morador da cidade: Por favor, meu senhor! Onde posso tomar um ônibus que me leve rapidamente à Estação Ferroviária! O meu trem sai daqui a 5 minutos!

Cá em Portugal não temos ônibus! respondeu o portuga Cá chamamos de "auto-carro"...
Tá bom, tá bom! compreendeu o brasileiro. E onde eu posso pegar esse auto-carro até a Estação Ferroviária?
Tampouco temos Estação Ferroviária... Cá em Portugal chamamos de "Gare"...
Pelo amor de Deus, meu senhor! E onde é que eu posso pegar a porcaria do "auto-carro" para ir pra essa maldita "Gare"? O meu trem vai sair!!!
Mas cá em Portugal não temos trem... Cá o chamamos de "comboio"...
Totalmente fora de si o brasileiro gritou:
E "filho da puta" como vocês chamam aqui em Portugal?
Não chamamos respondeu o lusitano, tranqüilamente Eles chegam pela Varig..."
Encontrei aqui

E não foi para ofender ninguém, na verdade nem sei se é mal do brasileiro ou do português, enfim!

Bem gente, acho que é só isso por hoje!

Beijos para todos!

3 comentários:

Pata disse...

Legal, Teea, adorei o link pro dicionário baianês! Já coloquei nos meus favoritos pra poder ler tudinho com calma depois.
Bjnhs

rhaonis disse...

Hhahahahahah essa piada é a melhor.
O brasileiro que muda (sem motivo algum como laços familiares, casamento, estudos, amor pela terra) pra Portugal é o de pior espécie. Diz que vai lutar pra uma vida melhor no exterior e tem tanta preguiça que não quer aprender outra língua ou já acha que será impossível, hahahahah.

Eu acho horrível o preconceito contra Brasileiros em Portugal, mas meio que entendo, sei bem como minha raça é. Alguns fazem e muitos pagam, levam a fama.

Apesar de quê o país é o que é hoje (nada na Europa, mas algo pra quem tá lá dentro) devido ao nosso ouro. Olha as outras colônias...

Caroline Rodarte disse...

Quando você for em Salvador de novo, procure nas livrarias pelo "dicionário baianês". É um sucesso, sempre que leio algo parecido, dou muita risada pois nós usamos mas não percebemos o baianês.
Essa piada é muito engraçada! Nós temos muitas piadas de português, acho que a maioria das piadas se referem a forma diferente que os portugueses tem de pensar sobre certas coisas. Acho que eles não sabem deduzir as informações. Peguei essa piada de um site na internet, você vai entender o que eu quero dizer:
Um português, de passeio pelo Brasil, pergunta a um brasileiro:
- Que ônibus devo pegar para chegar ao Maracanã?
- O número 48
Depois de 3 horas, o brasileiro sai do trabalho e o português ainda está lá no ponto, e pergunta:
- O que você está fazendo aqui ainda?
- Oh gajo! Até agora só passaram 39!
Tudo bem, isso é uma piada, mas Salete, mãe de Lu, disse que uma vez a amiga dela foi para Portugal e perguntou:
- Quanto é o bonde?
E o português respondeu:
- Faz tanto tempo que nós compramos ele que não lembro quanto ele custa.
É claro que ela não perguntou isso, ela perguntou quanto era o bilhete do bonde.
E por essas e outras histórias surgiram dezenas/milhares de piadas de português.
Quando contamos essas piadas para os portugueses eles não entendem e não acham a mínima graça. Fazer o quê?