domingo, março 30, 2008

Domingo (de Páscoa)

Para concluir a reportagem da última viagem, tenho que contar ainda sobre o meu último dia em Lisboa. Pois último não foi, ainda volto!

Como falei, aquele domingo amanheceu lindo. Acordei devagar, estava com preguiça de pensar no que fazer. Então não pensei muito, saí do hotel, andei pelo Parque Eduardo VII


pela Avenida da Liberdade, Rossio etc


até Praça do Comércio.

Chegando lá, comecei a pensar de novo: como é que quero passar o resto deste dia maravilhoso? Tentei escolher entre duas opções: ou vou me perder novamente nas ruas de Alfama e com sorte encontrarei o Castelo nesta vez OU vou pegar trem ao sentido de Cascais, vou passear um pouco e depois vou almoçar na esplanada, como já fiz muito no verão. Na verdade, queria ter realizado as duas, mas nesta vez fiquei em Lisboa mesmo e virei à esquerda, rumo a Alfama! Logo aconteceu que me sentei num bar qualquer para tomar uma coca-cola e para ver mapa (que poucas vezes olho em Lx, nem costumo levar comigo) e já nem sabia onde estava, rs. Bom, ao sair do bar notei que estive bem perto da Sé, quer dizer: atrás dela.

Daí segui em frente, e surpresa: cheguei ao miradouro de Santa Luzia e ao Castelo de São Jorge! Sei, o caminho é fácil e simples, e ainda mais fácil seria com bonde, mas como talvez saibam sou teimosa e insisto em ir a pé sempre quando possível. Adorei o miradouro, acho os miradouros de Lisboa tudo de bom!

E o Castelo de São Jorge... cheio de turistas como a cidade em geral estava, mas aí no Castelo deu para sentir o turismo ainda melhor. Castelo em si... não sei se é muito especial, mas as vistas daí são lindas, como de todos os miradouros das "sete colinas".



Depois de ter visitado o castelo, andava mais um pouquinho nas ruas e de repente encontrei o Chapitô, onde resolvi almoçar. O lugar também possui uma vista linda... vale a pena passar por aí! Deve ser muito bom no verão...
Já tinha ouvido falar desse lugar, mas o encontrei por acaso mesmo.

Comi salada de polvo, mas tenho que dizer que não foi a melhor que já comi. Mesmo assim, o dia foi super lindo e aproveitei o momento de descanso. Pois depois já voltei ao hotel, caminhando, podem imaginar... De noite ainda fui jantar no Bairro. Por causa de inveja que senti pela açorda de gambas que a Solange comeu em Sesimbra, tive que comer a mesma coisa naquela noite. É muito pesada, sei, e por isso nas noites de verão normalmente não consigo ficar com esse prato, apesar de gostar muito. Depois de jantar ainda fui despedir a galera do meu bar e tentei dormir bem antes da viagem de volta.

Então foi assim. Quando voltar no verão, me esquecerei desses passeios de turista, vou curtir praia, algumas compras (como nesse sentido estas mini-férias foram fracas) e noites quentes (...) do Bairro.

Se quiserem dicas de Lisboa, a minha dica é o seguinte: tentem sentir a cidade, a alma bonita dela. Não importa onde vai, ou se visitar todas as atra
ções. Lisboa é linda, e continua sendo assim, conheça-a como quiser, o mais importante é não deixar a cidade sem sentir saudades dela... Claro que por exemplo Alfama é uma boa opção, como também Bairro Alto, Chiado, talvez Belém e muitos mais... qualquer lugar serve, pelo menos para mim.

Beijos (com uma enorme saudade da minha Lisboa)



2 comentários:

Anônimo disse...

Já pensaste em ser Guia Turistica de Lisboa ?
:-))
Partilhando esse amor por Lisboa, deixo-te aqui uma beijoca.
Paulo

Edu Machado disse...

Você realmente tem jeito para guiar e comentar sobre viagens, uma linguagem meiga.
me visite...Edu Machado