sexta-feira, agosto 03, 2007

Lembranças da praia



Olá, boa sexta-feira!

Já estamos na sexta mesmo? Esta semana foi rápido, talvez porque só trabalhei a partir da quarta... tive bastante para fazer e trabalhei com prazer, alguém acredita? Mas é verdade, acho que férias me fizeram bem. Mas não pensem que este dure muito tempo, semana que vem já devo reclamar como é duro trabalhar :) Ainda mais se fizer sol e só queria fugir para tomar sol. Não me canso com ele, nem um pouco! Como devem saber, a minha programação em férias foi baseado em praia, quer dizer: sempre quando fez sol, fui à praia. Tive uns dias nublados e mais alguns com vento forte e frio, mas o resto de tempo curti a praia. Primeiros uns oito dias fiquei em Estoril, onde o tempo foi pior do que o resto do tempo quando fiquei em Lisboa mesmo. De Lisboa fui sempre à Costa da Caparica, a praia da qual gosto cada vez mais. Sempre gostei Estoril/Cascais também, mas não tem essa sensação de praia, lá falta o gostoso barulho do mar, que realmente não pode faltar! E como este ano encontrei barracas (bom, bares) bem legais na Costa, gostei ainda mais e podem crer que estou com muitas saudades daí. O meu bar favorito este ano (durante o dia, de noite não fui lá, infelizmente) foi Delmare.



Voltando mais um pouco ao meu post anterior... sei que pode haver pessoas que não podem entender essa solidão e independência exagerada. Admito que são coisas que tenho pensado muito últimamente. O que sei é que quero fazer coisas do meu jeito, como sinto bem, seja sozinha ou com pessoas de quem gosto. Mas perder tempo com pessoas erradas, jamais. Por outro lado, já é difícil saber qual é perda de tempo e qual é uma boa experiência, uma aprendizagem, sabem? As vezes tem que errar para aprender, não é? Conhecendo pessoas "estranhas" (e em geral: diferentes tipos de pessoas) sempre se aprende alguma coisa de si própria, dos outros, da vida...

No meu caso, esta minha independência realmente já é um defeito. Ou seja: estou tendo uma luta imensa entre ela e meu grande amor. Se eu quiser viver com ele, é preciso mudar muito. Não sei ainda se estou bem preparada, tenho uma confusão na minha cabeça. Um (ou foram muitos?) amigo meu realmente teve razão quando falou que gosto demais da minha liberdade. Pois não usava essas palavras e também errou em muitas coisas (tipo que só gosto de mim e não sei amar, com isso não concordo). Mas sei que sou muito egoista, isso é que atrapalha um pouco. Ai como sou chata: só estou fazendo um auto-análise aqui! Me desculpem!

Então estamos no final de semana, que bom! E não é um findi qualquer, porém um com muita festa. A minha querida amiga Lidiane vai fazer anos e convidou uns amigos para um passeio no bonde (imaginem só 20 pessoas doidas tomando "umas" no bonde) e depois vamos com mais galera ainda a um restaurante para jantar e depois, quem sabe... talvez uma balada, né? Depois lhes conto como foi, tá bem?

Beijos, ótimo final de semana para todos!


5 comentários:

Renata disse...

Queria fazer uma pergunta: as fotos das barraquinhas foram tiradas em Vilamoura?

Caroline Rodarte disse...

Que fotos são essas? Você quer matar a gente de inveja, é? Solzão, barracas, areia e mar de verdade... ah! que saudades!
Não sei se te conheço o suficiente, mas não acho você totalmente independente, às vezes, leio alguns posts seus e escuto você comentar que você sente falta do seu amor, de carinho e de estar perto dele. Talvez você seja independente mais com uma pitada de dependência de amor e carinho. :) Considero isso natural, infelizmente, nós mulheres somos assim. Acho que é muito forte afirmar que você é independente e que isso atrapalha. Sei lá. Você quer continuar sua vida, trabalhar e fazer coisas das quais você tanto gosta. Isso é normal! Mas quando vivemos a dois, precisamos conciliar os gostos, aprender a ceder, fazer coisas que só você gosta e se entregar. Tudo é uma questão de equilíbrio.
Enfim, espero ter ajudado um pouco. :)
Beijão!

Renata disse...

Aqui em Portugal, deve msm ser td parecido. Mas já q vc gosta tanto daqui, acho q deveria ir a Vilamoura e ao Algave (se é q nunca foi...) pq acho q vc vai a-do-rar!!! Bjns. Gostei de vc.

Renata disse...

Oi de novo. Não li td no seu post mas queria te dizer q sofrer de amor é mesm assim (pelo q percebi...)... Mas se Deus quiser, td termina sp bem, bjs. e boa sorte!!!

Teea disse...
Este comentário foi removido pelo autor.